Repositório Científico do Instituto Nacional de Saúde >
Departamento de Alimentação e Nutrição >
DAN - Apresentações orais em encontros nacionais >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.18/840

Title: Aplicação da nanotecnologia às embalagens alimentares e potenciais riscos para a saúde
Authors: Sanches-Silva, A.
Costa, H.S.
Keywords: Segurança Alimentar
Issue Date: Feb-2011
Publisher: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP
Abstract: O crescente potencial da nanotecnologia (NT) na área dos alimentos prende-se com a sua capacidade de gerar novos produtos com inúmeros benefícios. As propriedades dos materiais à escala nanométrica (1 a 100 nm) são diferentes das dos materiais convencionais. Essas propriedades incluem o aumento da actividade óptica e eléctrica, melhoria das propriedades magnéticas e, sobretudo, uma elevada reactividade, devido à sua maior área de superfície relativa. Existe uma grande variedade de nanomateriais manufacturados (NMM), alguns dos quais já no mercado, entre os quais as nanopartículas, nanofibras, nanoemulsões e nanoargilas. Na indústria alimentar identificaram-se três grandes áreas nas quais se considera que a aplicação da nanotecnologia pode ser benéfica: a produção primária, o processamento e as embalagens alimentares. Assim a NT pode ser usada para produzir embalagens com melhor desempenho mecânico e térmico, melhores propriedades barreira e/ou antimicrobianas e podem ser incorporados nano-sensores nas embalagens para monitorizar as condições de transporte e armazenamento dos alimentos. Nos últimos anos têm sido financiados vários projectos de investigação neste âmbito. O projecto PEACAABAQ que está actualmente a ser desenvolvido em Portugal, Espanha e México, visa entre outros objectivos, a extracção e caracterização de quitosano de subprodutos da indústria de processamento de camarão e aplicação do mesmo em embalagens alimentares. As novas embalagens activas têm actividade antimicrobiana graças às nanopartículas de quitosano e a segurança destas é testada através de ensaios de migração do quitosano incorporado nas embalagens para simuladores de alimentos. A segurança alimentar dos NMM é uma preocupação, já que estes podem apresentar maior facilidade em atravessar o tracto gastrointestinal, maior absorção e biodisponibilidade, o que origina maiores níveis plasmáticos, podendo atingir órgãos como o cérebro. No entanto, os estudos de que se dispõe até ao momento são ainda limitados. A escassa informação sobre a caracterização, bioacumulação, potenciais efeitos tóxicos após a ingestão e impacto a longo prazo na Saúde Pública, dificulta a adequada avaliação dos riscos, necessária para estabelecer uma legislação específica para os NMM, que proteja os consumidores dos riscos de exposição aos mesmos.
Description: Comunicação científica a convite
Peer Reviewed: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.18/840
Appears in Collections:DAN - Apresentações orais em encontros nacionais

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Nanotecnologia.pdf1.26 MBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © 2010 www.insa.pt - Todos os direitos reservados | Feedback Ministério da Saúde

Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE