Repositório Científico do Instituto Nacional de Saúde >
Departamento de Promoção da Saúde e Prevenção de Doenças Não Transmissíveis >
DPSPDNT - Apresentações orais em reuniões nacionais >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.18/662

Título: Caracterização bioquímica e molecular de doentes com diagnóstico clínico de Dislipidemia Familiar Combinada
Autor: Santos, T.
Rato, Q.
Gaspar, I.M.
Guerra, A.
Rico, M.T.
Sequeira, S.
Silva, J.M.
Bourbon, M.
Palavras-chave: Dislipidemia
Lipoproteínas
sdLDL
Risco Cardiovascular
Doenças Cardio e Cérebro-vasculares
Issue Date: Apr-2011
Editora: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP
Resumo: A Dislipidemia Familiar Combinada (FCHL) é uma doença poligénica caracterizada por hiperlipidemia simples ou combinada, variabilidade intra-individual e intra-familiar do perfil lipídico, ApoB elevada (> 120 mg/dL) e risco elevado de doença cardiovascular (DCV). A sua causa é desconhecida mas alterações nos genes LPL, APOAIV, APOAV, APOCIII e USF1 parecem contribuir para o seu fenótipo. O objectivo deste estudo é caracterizar bioquímica e molecularmente doentes com diagnóstico clínico de FCHL. Todos os exões e promotor dos genes LPL, APOAIV, APOAV, APOCIII e regiões do gene USF1 (s1,s2) de 41 doentes foram amplificados por PCR e sequenciados. O colesterol total (CT), c-LDL, c-HDL, sdLDL, trigliceridos (TG), apoB e apoCIII foram determinados num aparelho automatizado. Em alguns doentes as sdLDL foram também analisadas por electroforese de lipoproteínas. A ApoAIV e ApoAV foram quantificadas por ELISA. Foram encontradas alterações genéticas em 37 doentes, 3 não descritas (APOAIV Q359_E362, APOAV D332fsX336 e APOCIII 3269C>A). O índex com a alteração Q359_E362del apresentou valores normais de apo AIV (15.5 mg/dL) e o índex com a alteração D332fsX336 apresentou valores baixos de apo AV (74.5 ng/mL). Os doentes estudados apresentam valores elevados de CT (285 ± 83 mg/dL), c-LDL (189 ± 85 mg/dL), TG (310 ± 253 mg/dL), e apo CIII (15 ± 4 mg/dL) e valores reduzidos de c-HDL (45 ± 11 mg/dL), sem medicação. Os valores de apoAIV (17,5 ± 10,4 mg/dL) e apoAV (150 ± 135 ng/mL) encontram-se, na maioria dos casos, no intervalo normal assim como os valores de sdLDL (35 ± 18 mg/dL), no entanto alguns casos apresentam valores acima do cut-off para DCV (35 mg/dL). A análise de sdLDL por electroforese foi realizada em 11 doentes, 9 dos quais apresentaram um perfil aterogénico. O valor médio de ApoB destes doentes era de 94 ± 43 mg/dL, mas aproximadamente 70% dos doentes estavam medicados com terapêutica hipolimiante (estatinas e/ou fibratos). Cerca de 30% dos doentes apresentavam DCV prematura. Os resultados obtidos parecem indicar que alterações nos genes estudados influenciam o fenótipo da FCHL. Os níveis séricos de apo CIII encontram-se alterados nesta dislipidemia. Doentes com FCHL, apesar de estarem medicados, apresentam valores elevados de sdLDL, evidenciando o seu elevado risco cardiovascular. A caracterização bioquímica complementa a identificação genética e permite uma melhor avaliação do risco cardiovascular do doente bem como a escolha de uma terapêutica adequada.
URI: http://hdl.handle.net/10400.18/662
Appears in Collections:DPSPDNT - Apresentações orais em reuniões nacionais

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Caracterização bioquímica.pdf13 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © 2010 www.insa.pt - Todos os direitos reservados | Feedback Ministério da Saúde
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia