Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.18/5580
Título: Alimentação saudável: a composição dos alimentos nas escolhas dos consumidores [editorial]
Outros títulos: Healthy diet: food composition in consumer choices
Autor: Dias, M. Graça
Palavras-chave: Alimentação Saudável
Composição dos Alimentos
Consumo
Sal
Açucar
Gorduras trans
Composição dos Alimentos
Saúde Pública
Portugal
Data: 26-Jul-2018
Editora: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP
Citação: Boletim Epidemiológico Observações. 2018 maio-agosto;7(22):3-4
Resumo: A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda, como objetivos gerais até 2020, o consumo de sal per capita próximo de 5 g/dia, de açúcares simples inferior a 50 g/dia e de ácidos gordos trans produzidos industrialmente próximo de zero. A nível nacional, o Governo está empenhado em dar prioridade às pessoas, assumindo como fundamental na área da saúde políticas de promoção de uma alimentação saudável. O eixo estratégico das «políticas saudáveis» do Plano Nacional de Saúde (com revisão e extensão a 2020), o Programa Nacional de Promoção da Alimentação Saudável (PNPAS) da Direção-Geral da Saúde (DGS), e, mais recentemente, a Estratégia Integrada para a Promoção da Alimentação Saudável (EIPAS), aprovada pelo Despacho n.º 11418/2017, de 29 de dezembro, que funciona de forma articulada como o PNPAS, são exemplos de iniciativas que visam a melhoria da situação alimentar e nutricional em Portugal. Na EIPAS, que envolve vários Ministérios, nomeadamente o da Saúde, bem como os diferentes parceiros intervenientes no setor da alimentação numa abordagem integrada da «saúde em todas as políticas» recomendada pela OMS, é definido no primeiro dos seus quatro eixos estratégicos: “modificar o meio ambiente onde as pessoas escolhem e compram alimentos através da modificação da disponibilidade de alimentos em certos espaços físicos e da promoção da reformulação de determinadas categorias de alimentos”, promovendo a melhoria da composição dos alimentos disponíveis ao consumidor, particularmente quanto aos seus teores de sal, açúcar e ácidos gordos trans. Neste contexto a DGS, o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), a Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED), e a Federação das Indústrias Portuguesas Agro-Alimentares (FIPA) estão envolvidos num protocolo de colaboração no âmbito da promoção articulada da auto-reformulação destes nutrientes nas categorias de produtos alimentares (embalados) que mais contribuem para a sua ingestão.
URI: http://hdl.handle.net/10400.18/5580
ISSN: 0874-2928
2182-8873 (em linha)
Aparece nas colecções:DAN - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Boletim_Epidemiologico_Observacoes_N22_2018_editorial.pdf1,43 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.