Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.18/5483
Título: População portuguesa que autorreportou acidentes em 2014: resultados do 5º Inquérito Nacional de Saúde
Autor: Martinho, Clarisse
Nunes, Baltazar
Mexia, Ricardo
Palavras-chave: Acidentes
Observação em Saúde e Vigilância
Inquérito Nacional de Saúde
Acidentes de Lazer
Acidentes Domésticos
Determinantes da Saúde e da Doença
Estados de Saúde e de Doença
Data de Defesa: Jul-2017
Resumo: Os acidentes são um problema de saúde pública importante e, em grande parte, evitável. Em Portugal, em 2014 registaram-se 41 267 vítimas de acidentes de viação, não havendo estudos recentes sobre os acidentes domésticos e de lazer. Com o presente estudo pretendemos caracterizar os indivíduos que autorreportaram ocorrência de acidentes em 2014. O estudo utilizou a base de dados do Inquérito Nacional de Saúde 2014, constituindo uma amostra probabilística, representativa de todas as regiões do país, incluindo indivíduos residentes em Portugal com idade igual ou superior a 15 anos. Estimamos a frequência relativa de cada tipo de acidente e medimos a associação entre a ocorrência de acidentes e as características individuais através da razão de prevalências ajustada para todas as variáveis. A frequência relativa da ocorrência de pelo menos um acidente de viação foi de 1,2%, pelo menos um acidente doméstico 3,1% e pelo menos um acidente de lazer foi de 2,4%. Os acidentes de viação foram reportados mais frequentemente por indivíduos com idades compreendidas entre os 15 e os 24 anos e pelos solteiros, enquanto os acidentes domésticos foram reportados por indivíduos do sexo feminino e grupos etários mais velhos, e os acidentes de lazer por indivíduos do sexo masculino, entre os 15 e os 24 anos e indivíduos que praticam exercício físico. As diferenças encontradas relembram-nos que, apesar de muitas vezes tratados como uma entidade única, há evidência de que são acidentes distintos, quer pelo contexto em que ocorrem, quer pelos diferentes grupos de risco, devendo implementar-se estratégias direcionadas a grupos de risco específicos.
Accidents are an important and largely avoidable public health problem. In 2014 there were 41267 traffic accidents’ victims and no recent studies are available for the Portuguese situation concerning home and leisure accidents. The goal of this study was to characterize the Portuguese population who self-reported occurrence of accidents in 2014. This study used the National Health Survey 2014 data, constituting a probability sample, representative of all regions of the country, including individuals 15 years old or older residing in Portugal. The relative frequency of each type of accident was estimated and the association between accidents’ occurrence and individuals’ characteristics was measured, through the prevalence ratio adjusted for all variables. The relative frequency of at least one traffic accident was 1.2%, at least one home accident was 3.1% and at least one leisure accident was 2.4%. Traffic accidents were reported more frequently by individuals 15 to 24 years old and singles, while home accidents were reported by female and older people and leisure accidents by males, individuals 15 to 24 years old and those who do physical activity. The differences we found remind us that although studied as a singular reality, there is evidence that they are different accidents, not only by the context in which they occur but also because of the different risk groups, so directed strategies must be implemented to specific risk groups.
Descrição: Dissertação de mestrado em Saúde Pública apresentado à Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade Nova de Lisboa, 2017.
Orientadores Baltazar Nunes e Ricardo Mexia, Departamento de Epideliologia do INSA.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.18/5483
DOI: http://hdl.handle.net/10362/31119
Versão do Editor: https://run.unl.pt/handle/10362/31119
Aparece nas colecções:DEP - Dissertações de mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RUN - Dissertação de Mestrado - Clarisse Martinho.pdf1,58 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.