Repositório Científico do Instituto Nacional de Saúde >
Departamento de Alimentação e Nutrição >
DAN - Dissertações de mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.18/520

Title: Influência, a curto prazo, da publicidade televisiva nas escolhas alimentares em crianças de idade pré-escolar
Authors: Rodrigues, Ana Sofia
Advisor: Rito, Ana Isabel
Silva, Miguel Oliveira da
Keywords: Estilos de Vida e Impacto na Saúde
Issue Date: 2010
Abstract: Objectivo: O presente trabalho tem como objectivo investigar os efeitos, a curto prazo, da publicidade televisiva de alimentos “saudáveis” e “HFSS – high in fat, sugar and salt” (ricos em gordura, açúcar e sal) nas escolhas alimentares infantis, e avaliar se a idade, o estado nutricional e os hábitos de visionamento televisivo são factores determinantes nestes efeitos. Métodos: Trata-se de um ensaio aleatório e controlado, com um grupo de controlo (não exposto a publicidade) e dois grupos de intervenção, um exposto a anúncios de alimentos HFSS e outro exposto a anúncios de alimentos saudáveis. Noventa crianças de idade pré-escolar foram distribuídas aleatoriamente pelos três grupos, e após as condições experimentais foram avaliadas as suas escolhas alimentares. Resultados: As crianças expostas a anúncios de alimentos HFSS escolheram mais vezes os alimentos publicitados no seu grupo do que as restantes, sendo que as escolhas das crianças mais novas e das que apresentavam peso normal e maiores hábitos de visionamento televisivo foram as mais influenciadas pela publicidade. Adicionalmente, quando os alimentos seleccionados foram analisados individualmente, um hambúrguer e um chocolate (alimentos HFSS) foram mais escolhidos pelas crianças expostas a anúncios destes alimentos comparativamente com as restantes, sendo que o risco relativo desta escolha foi menor para as crianças que visionaram anúncios de alimentos saudáveis. Os anúncios de alimentos HFSS foram mais eficazes do que os de alimentos saudáveis ao persuadir as crianças relativamente às suas escolhas alimentares. No entanto, não foram encontradas diferenças, entre os grupos, no que respeita à densidade energética e de certos nutrientes nas escolhas alimentares das crianças. Conclusões: Pode concluir-se que a publicidade de alimentos HFSS parece incentivar as crianças a escolher os alimentos anunciados, pelo que a exposição à televisão deverá ser limitada, principalmente nas crianças mais novas. Apesar da publicidade de alimentos saudáveis não ter sido tão eficaz ao influenciar as escolhas alimentares infantis, poderá ser uma estratégia com interesse na prevenção da obesidade infantil.
Objective: The aim of this study is to investigate the short-term effects of TV marketing of “healthy” and “HFSS - high in fat, sugar and salt” foods on children food choices, and to evaluate if age, weight status and TV viewing are determinant factors in these effects. Methods: It is a random controlled trial, with a control group (non-exposed to advertising) and two intervention groups, one exposed to HFSS foods advertisements and another exposed to healthy foods advertisements. Ninety pre-school children were randomly selected for the groups, and after the experiences their food choices were evaluated. Results: Children exposed to HFSS foods advertisements chose more advertised HFSS foods than other children, and the food choices of children that were younger, had normal weight and that watched more TV were the most influenced by this kind of food marketing. Moreover, when the selected foods were analyzed individually, a hamburger and a chocolate (HFSS foods) were more chosen by the children exposed to these foods advertisements, and the relative risk of choosing these foods significantly decreased when children watched healthy foods advertisements. HFSS foods advertisements were more efficient than healthy foods advertisements in influencing children food choices. However, no significant difference was observed, between groups, in the energy and certain nutrients density of food choices. Conclusions: It can be concluded that HFSS foods marketing seems to incentivize children choosing the advertised foods, therefore TV viewing should be restricted, especially in younger children. Although healthy food marketing was not so efficient in persuading children in their food choices, it could be an important strategy in childhood obesity prevention.
Description: Dissertação de Mestrado em Doenças Metabólicas e do Comportamento Alimentar apresentada à Faculdade de Medicina de Lisboa da Universidade de Lisboa, 2010.
Peer Reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.18/520
Appears in Collections:DAN - Dissertações de mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
13.Tese_Sofia Rodrigues.pdf3.8 MBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © 2010 www.insa.pt - Todos os direitos reservados | Feedback Ministério da Saúde

Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE