Repositório Científico do Instituto Nacional de Saúde >
Departamento de Alimentação e Nutrição >
DAN - Apresentações orais em encontros internacionais >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.18/431

Título: Eficácia da suplementação de vitamina A em crianças da República Democrática de São Tomé e Príncipe
Autor: Valente, A.
Albuquerque, T.G.
Carvalho, A.
Costa, H.S.
Palavras-chave: Nutrição Aplicada
Issue Date: May-2011
Editora: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP
Resumo: Introdução: A República Democrática de São Tomé e Príncipe é um país subdesenvolvido com indicadores de saúde preocupantes no que se refere à taxa de mortalidade infantil, especialmente em crianças de idades pré-escolares. Segundo os dados da United Nations Children's Fund (UNICEF), em 2009 a taxa de mortalidade foi ainda de 37,1%, sendo a malnutrição uma das principais causas de morte infantil, neste País. A deficiência de vitamina A é uma das carências nutricionais mais prevalentes no Mundo subdesenvolvido, apresentando-se como um problema de Saúde Pública em mais de 70 países. De acordo com os critérios da World Health Organization e da UNICEF, a deficiência em vitamina A é considerado um grave problema de Saúde Pública, quando a prevalência de hipovitaminose A (<0,70 μmol/L ou 200 μg/L) é igual ou maior a 20%. Objectivos: Este trabalho teve como objectivo dosear e avaliar os níveis séricos de retinol em crianças da República Democrática de São Tomé e Príncipe antes e após um período de suplementação. Métodos: A população em estudo é constituída por 212 crianças com idades compreendidas entre o 1 e os 5 anos, de dois (Água Grande e Mé-Zochi) dos sete distritos administrativos da República Democrática de São Tomé e Príncipe. Os níveis séricos de retinol nos participantes do estudo foram determinados por cromatografia líquida de elevada resolução. Resultados: Os resultados obtidos indicam que no período de pré-suplementação cerca de 37% das crianças participantes no estudo tinham hipovitaminose A severa (retinol sérico: <100 μg/L), e no período pós-suplementação esse valor passou para 2%. Verificou-se também uma redução na percentagem de participantes com hipovitaminose A moderada (retinol sérico: 100-200 μg/L), que passou de 59% para cerca de 15%. A percentagem de crianças que inicialmente tinham valores séricos de retinol normais (≥200 μg/L) era de 4,4% e após o período de suplementação, essa percentagem passou para 83,5%, o que significa um aumento de cerca de 79%. Em termos globais, cerca de 16,5% das crianças continuam a ter hipovitaminose A e 83,5% passaram a ter níveis normais de retinol sérico, dos quais 29,7% têm entre 200-300 μg/L, 31,1% entre 300-400 μg/L e em 22,7% dos casos os valores séricos de retinol são superiores a 400 μg/L. Conclusões: A eficácia da suplementação com vitamina A nas crianças da República Democrática de São Tomé e Príncipe foi comprovada pela redução da prevalência de hipovitaminose A em cerca de 79,1%.
Descrição: No âmbito do protocolo de colaboração estabelecido entre o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, I.P. e o Instituto Ciências da Saúde Dr. Victor Sá Machado da República Democrática de São Tomé e Príncipe, foi realizado um projecto de investigação aplicada, que visa um estudo epidemiológico nutricional de avaliação da eficácia da suplementação de vitamina A em crianças da República Democrática de São Tomé e Príncipe
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.18/431
Appears in Collections:DAN - Apresentações orais em encontros internacionais

Files in This Item:

File Description SizeFormat
APN2011_Vit A.pdf3,73 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © 2010 www.insa.pt - Todos os direitos reservados | Feedback Ministério da Saúde
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia