Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.18/4125
Título: O sal na alimentação dos portugueses
Outros títulos: The salt in Portuguese diet
Autor: Santos, Mariana
Nascimento, Ana Cláudia
Santiago, Susana
Gama, Ana Carolina
Calhau, Maria Antónia
Palavras-chave: Consumo de Sal
Dieta Alimentar
Hipertensão Arterial
Estilos de Vida e Impacto na Saúde
Promoção da Saúde
Políticas de Saúde
Alimentação Saudável
Saúde Pública
Portugal
Data: Dez-2016
Editora: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP
Citação: Boletim Epidemiológico Observações. 2016;5(Supl 8):17-20
Resumo: O consumo excessivo de sal pela população é um dos maiores riscos de saúde pública em Portugal, sendo urgente propor medidas para a sua redução. Este trabalho teve como objetivo, a determinação do teor de sal em alimentos representativos da dieta portuguesa. A definição da amostragem, recolha e preparação das amostras seguiu as metodologias estabelecidas pelo projeto TDS_EXPOSURE. As amostras foram agrupadas de acordo o sistema FoodEx2, foram analisadas em triplicado recorrendo à metodologia de espectrometria de emissão ótica com plasma indutivo acoplado (ICP-OES). O teor em sal em g/100 g de alimento foi calculado pela fórmula: sal = sódio (Na) × 2,5. O grupo do peixe, produtos da pesca e invertebrados foi o que apresentou alimentos com um valor médio de sal mais elevado (2,4-2,6) g/100 g de alimento. Nos restantes grupos de alimentos, os valores médios de sal mais elevados situaram-se entre 1,0-1,8 g/100 g de alimento. Os resultados observados permitem concluir que, em Portugal o sal em excesso na alimentação é uma realidade identificada. A educação para a saúde, nomeadamente a promoção de formas mais saudáveis de confecionar os alimentos, deverá ser cada vez mais uma parte integrante da estratégia para a redução do sal.
The excessive salt consumption by the population is one of the greatest risks of public health in Portugal, and it is urgent to propose measures for its reduction. The objective of this work was the determination the salt content in foods representative of the Portuguese diet. The definition of sampling, collection and preparation of the samples followed the methodologies established by the TDS_EXPOSURE project. The samples were grouped according to the FoodEx2 system, were analyzed in triplicate using the optical emission spectrometry methodology with coupled inductive plasma (ICP-OES). The salt content in g/100 g of food was calculated by the formula: salt = sodium (Na) × 2.5. The group of fish, fishery products and invertebrates presented foods with a higher average salt value (2.4-2.6) g/100 g of food. In the remaining food groups, the highest mean salt values were between 1.0-1.8 g/100 g food. The obser ved results allow to conclude that, in Portugal, the salt excess in food is an identified reality. Health education, namely promoting healthier ways of food production, should increasingly be an integral part of the salt reduction strategy.
URI: http://hdl.handle.net/10400.18/4125
ISSN: 0874-2928
2182-8873 (em linha)
Aparece nas colecções:DAN - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
observacoesNEspecia8-2016_artigo4.pdf642,1 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.