Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.18/3741
Título: Susceptibilidade reduzida a antibióticos e genes de resistência em cianobactérias de água doce superficial e residual
Autor: Dias, Elsa
Oliveira, Micaela
Jones-Dias, Daniela
Vasconcelos, Vitor
Caniça, Manuela
Palavras-chave: Cianobactérias
Resistência aos Antimicrobianos
Água e Solo
Data: 10-Jul-2015
Resumo: É reconhecido que os recursos hídricos representam reservatórios de poluição por antibióticos e microrganismos resistentes e que os mecanismos de resistência em isolados clínicos têm provavelmente origem no resistoma ambiental, através da transferência horizontal de genes entre bactérias ambientais e patogénicas. A temática da resistência a antibióticos em bactérias aquáticas tem vindo a ganhar particular atenção, mas, pelo contrário, o papel das cianobactérias no resistoma hídrico nunca foi investigado. Num estudo prévio, determinámos as concentrações inibitórias mínimas (CIM) de várias classes de antibióticos em 4 estirpes cianobacterianas de espécies diferentes, provenientes de reservatórios de água doce superficial, com base na análise do crescimento celular e na integridade das culturas. Concluímos que todas apresentam susceptibilidade reduzida ao trimetoprim e ao ácido nalidíxico, sendo mais susceptíveis aos antibióticos beta-lactâmicos. Com o presente trabalho, pretendemos avaliar se o padrão de susceptibilidade a antibióticos em cianobactérias é condicionado por características intrínsecas à estirpe/espécie/género e por aspetos extrínsecos como o seu nicho ecológico. Foram avaliadas 8 estirpes de Microcystis aeruginosa e de Planktothrix agardhii isoladas de diferentes reservatórios de água doce superficial e 8 estirpes de Planktothrix mougeotii isoladas de uma estação de tratamento de águas residuais. Foram pesquisados genes de resistência a vários antibióticos por PCR/sequenciação. Os resultados obtidos confirmam a suscetibilidade reduzida ao ácido nalidíxico e ao trimetoprim em todas as estirpes avaliadas, sugerindo que as cianobactérias apresentam uma resistência natural a estes antibióticos. Adicionalmente, as estirpes de M. aeruginosa apresentaram susceptibilidade reduzida à tetraciclina, as estirpes de P. agardhii à norfloxacina e as estirpes de P. mougeotii à tetraciclina, à norfloxacina e à amoxicilina. Os resultados preliminares indiciam que as estirpes de P. mougeotii apresentam um maior número de genes de resistência. Globalmente, os resultados sugerem que o fenótipo/genótipo de resistência de cianobactérias a antibióticos depende da espécie/género e habitat.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.18/3741
Aparece nas colecções:DDI - Apresentações orais em encontros internacionais
DSA - Apresentações orais em encontros internacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Abstract 4CIC Dias et al.pdf103,82 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.