Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.18/3307
Título: Registo Nacional de Anomalias Congénitas: relatório de 2011-2013
Autor: Braz, Paula
Machado, Ausenda
Dias, Carlos Matias
Palavras-chave: Anomalias Congénitas
Estados de Saúde e de Doença
Registo Nacional de Anomalias Congénitas
RENAC
Epidemiologia
Portugal
Data: Dez-2015
Editora: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP
Resumo: O presente relatório disponibiliza os dados recolhidos pelo sistema de informação do Registo Nacional de Anomalias Congénitas (RENAC), no período compreendido entre janeiro de 2011 e dezembro de 2013. O RENAC é um registo nosológico de base populacional que recebe notificações da ocorrência de Anomalias Congénitas (AC) em Portugal, sendo registados os casos com AC diagnosticadas em recém-nascidos vivos, em fetos mortos e nos fetos submetidos a interrupção médica da gravidez. São objetivos deste registo: i) determinar a prevalência das AC no País e caracterizar a sua distribuição geográfica, por residência das mães; ii) estabelecer e manter um sistema de vigilância epidemiológica que permita detetar a ocorrência de agregados de AC no espaço e no tempo, promover a sua análise epidemiológica e divulgar o resultado dessa análise às entidades que poderão intervir sobre essa situação; iii) manter uma base de dados nacional a partir da qual seja possível realizar estudos epidemiológicos nesta área. Do relatório agora apresentado destacam-se os seguintes resultados: 1) As cardiopatias congénitas continuam a constituir o grupo de AC mais prevalente (63,6 casos/10.000 nascimentos) seguido do grupo das anomalias do sistema músculo-esquelético (36,6 casos/10.000 nascimentos). Também se evidenciam com frequências elevadas, as anomalias cromossómicas e as AC do sistema urinário (cerca de 25 casos por 10.000 nascimentos para cada grupo); 2) Observou-se um aumento da percentagem de deteção de AC na fase pré-natal, tendo sido detetadas nesta fase 91,8% das AC do sistema urinário, 88,0% das anomalias cromossómicas, 84,9% das patologias do aparelho genital e 80,8% das patologias do grupo das fendas labiais e/ou do palato.
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.18/3307
ISBN: 978-989-8794-19-2
Aparece nas colecções:DEP - Relatórios científicos e técnicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RENAC-relatorio_2011-2013.pdf3,3 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.