Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.18/2980
Título: Prevalência e incidência de hipertensão arterial na população portuguesa: âmbito da actividade de investigação e evolução das tendências
Autor: Sousa-Uva, Mafalda
Victorino, Paulo
Roquette, Rita
Machado, Ausenda
Dias, Carlos Matias
Palavras-chave: Determinantes da Saúde e da Doença
Estados de Saúde e de Doença
Hipertensão Arterial
HTA
Portugal
Data: 1-Jan-2014
Editora: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP
Resumo: A hipertensão arterial (HTA) tem vindo a ser descrita como o fator de risco mais relevante para as doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, nomeadamente o Enfarte agudo do Miocárdio e o Acidente Vascular Cerebral, as quais se encontram entre as mais importantes causas de morbilidade e mortalidade em todo o mundo.Durante os últimos 30 anos, Portugal tem sido descrito como um dos países com os mais elevados níveis de tensão arterial média 8 e em 2008, estima-se que as doenças cardiovasculares fossem responsáveis por cerca de um terço de todas as mortes . Nesse mesmo ano, em Portugal, a prevalência de hipertensão arterial ou de uso de medicamentos anti-hipertensores em adultos com idades superiores ou iguais a 25 anos foi estimado em aproximadamente 41,9% (46,5% nos homens e 37,4% nas mulheres) . Entre 1980 e 2008 verificou-se um decréscimo da tensão arterial sistólica, mais acentuado nas mulheres do que nos homens.Com vista a melhorar o conhecimento sobre a epidemiologia da doença de hipertensão arterial em Portugal, assim como da atividade de investigação realizada nesse domínio, foram estabelecidos os seguintes objetivos: I. Realização de uma revisão de âmbito para descrição do âmbito da atividade de investigação (natureza, foco e quantidade) na prevalência e incidência de hipertensão arterial na população portuguesa. II. Descrição da evolução e tendências nas estimativas de prevalência de HTA auto-declarada em Portugal, através da análise dos dados ECOS (Em Casa Observamos Saúde) 2002, 2007 e 2010. III. Definição da evolução das tendências na incidência de hipertensão arterial utilizando os dados da Rede de Médicos Sentinela, para os anos em que foi recolhida essa informação (1995-1997 e 2011).
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.18/2980
Aparece nas colecções:DEP - Relatórios científicos e técnicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Relatório Hipertensão arterial.pdf800,9 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.