Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.18/2979
Título: Modelo de crenças em saúde na decisão da toma da vacina antigripal
Autor: Santos, Ana João
Nunes, Baltazar
Palavras-chave: Cuidados de Saúde
Vacina da gripe
Modelo de Crenças em Saúde
Data: Out-2014
Editora: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP
Resumo: Introdução: O modelo de crenças de saúde (MCS) é utilizado para avaliar a adoção de comportamentos preventivos de saúde.1 Pretende-se avaliar auto perceção das dimensões do MCS (gravidade, suscetibilidade, barreiras e benefícios) na toma da vacina antigripal. Materiais e Métodos: Os dados foram obtidos através de um inquérito telefónico de uma amostra de unidade de alojamento (Amostra ECOS). As dimensões foram obtidas através de análise de componentes principais para variáveis categóricas. Foi utilizado o modelo de regressão logística para predizer a “não toma da vacina”. Os resultados foram ponderados por grupo etário e região de saúde. Resultados: Os principais motivos para a não toma da vacina foram “considerar-se uma pessoa saudável” (33,0%; IC95%: 27,2-39,4), “nunca ou raramente ficar doente com gripe/constipação” (25,8%; IC95%: 18,1-35,3) e “não fazer parte de um grupo de risco ou ter um problema de saúde” (13,4%; IC95%: 10,2-17,5). Após ajustamento para idade e sofrer de pelo menos uma doença crónica relevante, os fatores significativamente associados à não toma foram a perceção: de baixa suscetibilidade (OR=4,4; IC95%:1,6-12,3); de barreiras no acesso aos serviços (OR=5,6; IC95%: 2,5-12,5) e de efeitos secundários associados (OR=20,9; IC95%: 1,8-240,3). Discussão e Conclusão: As dimensões suscetibilidade e barreiras são as surgiram mais consistentemente associadas à não toma da vacina antigripal, o que vai ao encontro de alguns estudos sobre o modelo aplicado à aos comportamentos preventivos.1 As campanhas de vacinação poderão potenciar a sua eficácia se tomarem em consideração os fatores que são mais relevantes para a população na sua tomada de decisão. Referências 1. Champion VL, Skinner CS. The health belief model, In K Glanz, BK Rimer, K Viswanath, eds., Health behavior and health education: theory, research, and practice (pp. 42-65). San Francisco: John Wiley & Sons. 2008.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.18/2979
Aparece nas colecções:DEP - Posters/abstracts em congressos nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Poster_MCS_CongSaudPublica_final.pdf555,23 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.