Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.18/2917
Título: Estudo molecular de estirpes de Aspergillus fumigatus isolados em aviários e em aves diagnosticadas com aspergilose. Possíveis implicações na Saúde Pública
Autor: Valente, Joana Rita dos Santos
Orientador: Sabino, Raquel
Leitão, Ana
Palavras-chave: Aspergillus fumigatus
Aspergilose Invasiva
Aves
Espécies Crípticas
Estudos Moleculares
Terapias Antifúngicas
Invasive Aspergilosis
Birds
Crytic Species
Molecular Studies
Antifungal Drugs Therapies
Saúde Pública
Infecções Sistémicas e Zoonoses
Data de Defesa: Out-2014
Resumo: [PT] Aspergillus fumigatus é um agente etiológico fúngico disperso mundialmente por variados nichos ecológicos e o fungo patogénico que mais promove doenças respiratórias em aves e pessoas imunocomprometidas. A exposição a conídios deste fungo pode causar aspergilose invasiva, a doença mais frequente em variadas espécies ornitológicas, com elevada mortalidade e morbidade. Além disso, esta doença é um dos fatores que mais contribui para significativas perdas económicas na indústria avícola, bem como perdas de biodiversidade, em espécies selvagens. Neste contexto, Aspergillus fumigatus, que pertence ao complexo Fumigati, desenvolve-se facilmente no trato respiratório de aves e humanos, no solo, nas camas e ninhos das aves. Tem uma fácil aerolização e contamina os alimentos nos ambientes avícolas e produz uma micotoxina, gliotoxina, que invade o trato respiratório e é considerada como fator de virulência. A identificação exacta dos isolados fúngicos provenientes de aves é muito importante, para percepção da sua epidemiologia em aves, para pesquisa de espécies crípticas de Aspergillus fumigatus, que podem desencadear as mesmas patologias mas apresentar diferentes resultados às mesmas terapêuticas antifúngicas. A análise molecular efectuada neste estudo permitiu atingir estes objectivos. Como tal, 108 isolados provenientes de diversificadas aves foram analisados por ferramentas moleculares para determinar a presença de espécies crípticas de Aspergillus fumigatus e observar os seus diferentes perfis de susceptibilidade antifúngica ao itraconazol. Não foram detectadas espécies crípticas, mas foi possível corrigir duas identificações morfológicas erradas ao nível do complexo. Apesar da emergência da resistência adquirida por Aspergillus fumigatus ao itraconazol, estar a emergir, não foram detectadas estirpes resistentes neste estudo. O conhecimento molecular deste agente etiológico responsável pela aspergilose invasiva em aves é importante para auxiliar a escolha de uma melhor terapêutica e futuros tratamentos para infeções oportunistas fúngicas, contribuindo assim para menos perdas na produção avícola e para uma melhoria da Saúde Pública.
[ENG] Aspergillus fumigatus is an etiologic fungal agent worldwide widespread in different ecologic niches. It is a pathogenic fungus that causes respiratory diseases in birds and immunocompromised hosts. Exposition to its conidia can cause invasive aspergillosis, the most frequent disease in several avian species, causing high morbidity and mortality. Furthermore, this disease is one of the factors that most contributes for significant economic losses in poultry industries and also to biodiversity losses in wild species. Aspergillus fumigatus, which belongs to the complex Fumigati, grows easily in the avian and human respiratory tract, but also in soil, avian litters and nests. Due to its easy aerolization, it contaminates feedstuffs in poultry farms. It also produces a mycotoxin, gliotoxin, which helps in respiratory tract invasion and is considered as a virulence factor. Exact identification of the fungal isolates collected from birds is very important for understanding its epidemiology in birds, also researching Aspergillus fumigatus cryptic species. These might trigger the same pathologies, but exhibit different behaviours under the same antifungal therapeutics. The molecular analysis performed in this study allowed us to achieve these objectives. As such, 108 different avian isolates were analyzed by molecular tools in order to determine the presence of Aspergillus fumigatus cryptic species and to observe their antifungal susceptibility profiles to itraconazol. No cryptic species were found, but it was possible to identify two misidentifications at species complex level. Despite the emergence of Aspergillus fumigatus strains showing acquired resistance to itraconazole, no resistant strains to this antifungal were detected in this study. Molecular knowledge of this etiologic agent is important to choose therapeutic approaches and to implement protective or corrective measures, thus contributing to lower losses in poultry production and consequently, to improvements in Public Health.
Descrição: Dissertações de Mestrado em Tecnologia e Segurança Alimentar, apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, 2014
Raquel Sabino, Investigadora do Departamento de Doenças Infeciosas do INSA
URI: http://hdl.handle.net/10400.18/2917
Versão do Editor: http://run.unl.pt/handle/10362/13814
Aparece nas colecções:DDI - Dissertações de mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Valente_2014.pdf2,17 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.