Repositório Científico do Instituto Nacional de Saúde >
Departamento de Epidemiologia >
DEP - Relatórios científicos e técnicos >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.18/284

Título: Uma observação sobre a prática de cuidados preventivos dos cancros da mama e do colo do útero, em Portugal Continental
Autor: Branco, Maria João
Nunes, Baltazar
Contreiras, Teresa
Palavras-chave: Cuidados de Saúde
Cuidados preventivos
Saúde da Mulher
Neoplasia da mama
Neoplasia do colo do útero
Epidemiologia
Issue Date: Mar-2005
Editora: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge. Observatório Nacional de Saúde
Resumo: Objectivo: O ONSA realizou um estudo com o objectivo de estimar a prevalência de mulheres com exames de rastreio relacionados com os cancros da mama e do colo do útero na população de mulheres de 18 e mais anos, residentes em unidades de alojamento do Continente, com telefone fixo. Metodologia: O estudo, descritivo transversal, constou de um inquérito realizado por entrevista telefónica, em Julho 2004, a mulheres de 18 e mais anos, residentes nas unidades de alojamento (UA) que integram o painel ECOS (uma mulher/UA). Este painel é constituído por uma amostra de 1149 UA, com telefone fixo, com alocação homogénea, estratificada por Região de Saúde do Continente. As variáveis colhidas contemplaram idade, nível de instrução, ocupação e Região de Saúde de residência, realização de, pelo menos, uma mamografia e uma citologia cervical e respectivos intervalos de tempo de realização. Considerou-se com "prática preventiva adequada para o cancro da mama" as mulheres de 40 a 69 anos que tivessem realizado uma mamografia há dois ou menos anos. Considerou-se com "prática preventiva adequada para o cancro do colo do útero" as mulheres de 30 a 60 anos que tivessem realizado uma citologia cervical há três ou menos anos. Resultados: Obtiveram-se 868 questionários válidos. Relativamente aos principais resultados, poder-se-á concluir que as respondentes eram, na sua maioria, mulheres de 25-64 (67%), com um nível de instrução correspondente ao ensino básico (51%). As domésticas, reformadas e desempregadas corresponderam a 55% das respondentes. Do total de mulheres inquiridas de 18 e mais anos, 27% nunca tinha realizado um mamografia e 38% nunca realizaram uma citologia cervical. Identificaram-se 491 mulheres, pertencentes ao grupo etário dos 40-69 anos, que souberam referir o intervalo de tempo de realização da última mamografia. Destas, 80% tinha sido rastreada, no máximo, há 2 anos. Identificaram-se 451 mulheres, pertencentes ao grupo etário dos 30-60 anos, que souberam referir o intervalo de tempo de realização da última citologia cervical. Destas, 71% tinham sido rastreadas há <3 anos. Os resultados apontam para a necessidade de melhorar a prática de detecção precoce, especialmente do cancro do colo do útero.
Arbitragem científica: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.18/284
Versão do Editor: http://www.insa.pt/sites/INSA/Portugues/Publicacoes/Outros/Paginas/Cancrosdamamaedocolodoutero.aspx
Appears in Collections:DEP - Relatórios científicos e técnicos

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Relatório cuidados preventivos mulher.pdf321,92 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © 2010 www.insa.pt - Todos os direitos reservados | Feedback Ministério da Saúde

Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência  Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE