Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.18/2647
Título: O conhecimento da população portuguesa sobre algumas espécies de frutos da Macaronésia
Autor: Ferreira, J.O.
Sanches-Silva, A.
Albuquerque, T.G.
Costa, H.S.
Ramos, F.
Castilho, M.C.
Palavras-chave: Composição dos Alimentos
Nutrição Aplicada
Frutos da Macaronésia
Ilha da Madeira
Compostos bioativos
Portugal
Data: Set-2014
Editora: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP
Resumo: Os frutos estão associados a inúmeras propriedades benéficas para a Saúde Humana, razão pela qual o seu consumo tem sido incentivado e vários estudos têm sido realizados neste âmbito. A Ilha da Madeira é uma região onde o clima é favorável ao desenvolvimento de espécies únicas. Pertence a uma província fitogeográfica, a Macaronésia (significa ilhas afortunadas), que inclui fundamentalmente o arquipélago da Madeira, Canárias, Açores e Cabo Verde e é caracterizada por uma flora e fauna características. Como objetivo de estudar o nível de conhecimento da população portuguesa sobre algumas espécies da Macaronésia, mais especificamente da Região Autónoma da Madeira, como a anona (Annona cherimola Mill.), araçá (Psidium cattleianum), banana (Musa), goiaba (Psidium guajava), jambo (Syzygium jambos), maracujá (Passiflora edulis Sims), pêra abacate (Persea americana), pitanga (Eugenia uniflora L), tabaibo (Opuntia ficus-indica Mill.), tamarilho ou tomate inglês (Solanum betaceum) e uveira da serra (Vaccinium padifolium) foi realizado um inquérito em forma de questionário, o qual foi aplicado na Ilha da Madeira e em Portugal Continental. O questionário foi realizado em formato papel e em formato eletrónico para abranger uma vasta gama de faixas etárias. As perguntas do questionário visaram estudar quais os frutos mais conhecidos, quais os mais consumidos e apreciados, bem como a frequência do seu consumo. O modo de utilização dos frutos também foi abordado, assim como o local onde os frutos são adquiridos (supermercado/minimercado, mercado, diretamente ao produtor, hipermercado ou produção própria). Por fim, as propriedades terapêuticas dos frutos e os fatores tidos em conta na seleção dos frutos também foram questionados. Foi também recolhida a informação sobre parâmetros sócio-económicos tais como género, idade, estado civil, dimensão do agregado familiar, atividade profissional, nível de ensino, naturalidade e residência. Os resultados indicam que a população de Portugal continental conhece pouco ou mesmo desconhece a maioria dos frutos tradicionais da Ilha da Madeira e que mais informação sobre as diferentes espécies (ex.: como se cultivam, época do ano em que se podem consumir, propriedades benéficas para a saúde) deveria ser divulgada para promover e incrementar a produção sustentável destas espécies. Resultados realizados sobre a população da Madeira indicam que em 66 inquiridos cerca de 78,8% demonstram ser detentores de conhecimentos acerca das propriedades destes frutos.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.18/2647
Aparece nas colecções:DAN - Posters/abstracts em congressos nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Poster EQA_Questionário frutos.pdf856,96 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.