Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.18/2623
Título: Efeito das microcistinas no crescimento e sistema antioxidante de bactérias aquáticas
Autor: Miguéns, Diana
Valério, Elisabete
Palavras-chave: Microcistinas
Bactérias Heterotróficas
Crescimento Microbiano
Sistema Antioxidante
Água e Solo
Data: 13-Nov-2014
Editora: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP
Citação: D. Miguéns, E. Valério. Efeito das microcistinas no crescimento e sistema antioxidante de bactérias aquáticas. II Jornadas Ibéricas de Toxicologia. Covilhã, 13-15 de Novembro de 2014.
Resumo: As microcistinas (MC) são o tipo de hepatotoxinas mais abundantemente produzido por cianobactérias. Existem cerca de 80 variantes destas toxinas, sendo a microcistina–LR, –RR e –YR as mais comuns. As cianobactérias são organismos ubíquos, existindo principalmente em ambiente aquáticos, onde geralmente coocorrem com outros microrganismos, nomeadamente bactérias heterotróficas. Existem já diversos estudos demonstrando que estas toxinas afetam diversos organismos multicelulares de ecossistemas aquáticos, no entanto o seu impacto em bactérias, que coabitam com cianobactérias de água doce encontra-se ainda por esclarecer. Por forma a colmatar o desconhecimento que existe relativamente ao impacto das microcistinas em bactérias heterotróficas, pretendeu-se neste trabalho isolar algumas bactérias de albufeiras de água doce, algumas coexistindo com cianobactérias tóxicas. Após a confirmação da identificação de isolados, estas bactérias foram expostas a três concentrações diferentes de cada uma de três variantes (MC-LR, -RR, -YR) e o efeito sobre as suas curvas de crescimento foi avaliado. Foram ainda determinadas as actividades enzimáticas da Catalase (CAT) e da Superóxido Dismutase (SOD1 e SOD2), nas células expostas às variantes da microcistina e comparadas com o controlo. Os isolados foram identificados pelo seu posicionamento filogenético construído com base no gene rRNA 16S. Os isolados distribuíram-se por três filos: Firmicutes, β- proteobacteria, e γ- proteobacteria. Verificou-se que as MC podem reduzir o crescimento da maioria das bactérias testadas, sendo que algumas bactérias cresceram sem efeito algum induzido, enquanto outras reagiram de forma diferente consoante a variante e a concentração usada no mesmo isolado. Os resultados da determinação das atividades da CAT e SOD revelaram alterações destas enzimas. A diversidade e o tipo de bactérias heterotróficas isoladas neste estudo está de acordo com o que já foi descrito anteriormente, em habitats onde estas bactérias coabitam com cianobactérias. Em relação às curvas de crescimento dos isolados testados, estas só apresentaram diferenças significativas entre as células expostas às microcistinas e as células controlo no final da fase exponencial/início da fase estacionária. Contudo, observou-se maioritariamente uma diminuição do crescimento bacteriano. A inibição do crescimento bacteriano pelas MCs está de acordo com o que outros autores sugeriram, em que as cianobactérias produtoras de microcistinas aparentam ter um papel no controlo da população de bactérias heterotróficas nos corpos de água doce. Este estudo mostrou que as microcistinas-LR, -RR e YR podem induzir uma redução no crescimento e alterações do sistema antioxidante dum grupo diversificado de bactérias heterotróficas, não patogénicas, isoladas a partir de albufeiras. Este impacto induzido pelas microcistinas pode levar ao desequilíbrio da comunidade microbiana existente nos corpos de água doce, o que pode ter implicações ambientais e na qualidade da água para uso recreativo.
Descrição: Comunicação em forma de poster
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.18/2623
Aparece nas colecções:DSA - Posters/abstracts em congressos internacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Poster_Miguens_e_Valerio_II IJT2014.pdf66,99 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.