Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.18/1345
Título: Identificação molecular de Aspergillus fumigatus em amostras de ar interior
Autor: Malta-Vacas, J.
Sabino, R.
Brito, M.
Viegas, C.
Palavras-chave: Aspergillus Fumigatus
Deteção Molecular
Ar Interior
Exposição Ocupacional
Infecções Sistémicas e Zoonoses
Data: Out-2011
Editora: Escola Superior de Tecnologias de Saúde de Lisboa
Resumo: Os bioaerossóis são essencialmente compostos por partículas fúngicas, bactéricas e esporos de plantas, sendo os fungos responsáveis pela produção de compostos orgânicos voláteis e micotoxinas. A sua presença no ar interior está associada a manifestações alérgicas, tóxicas e infecciosas. Tais respostas dependem não só da susceptibilidade do indivíduo como das espécies e concentrações de fungos presentes. Os trabalhadores de aviários e suiniculturas são profissionais com elevada exposição a estes agentes, pelo que têm maior risco de desenvolvimento de patologias associadas. Com este estudo pretende‑se desenvolver um método rápido e de elevada especificidade e sensibilidade que permita identificar as espécies de fungos clinicamente relevantes em contexto de saúde ocupacional. Foi utilizado o Coriolis Air sampler para proceder à recolha de amostras de ar interior (300 Lmin‑1) em seis instalações de criação de aves e suínos. O DNA fúngico foi isolado das amostras utilizando o kit Zymo ZR Fungal/Bacterial DNA e a sua presença foi confirmada utilizando primers universais para fungos. A presença de Aspergillus fumigatus foi pesquisada por PCR em Tempo Real utilizando sondas Taqman e primers específicos. Os resultados obtidos foram comparados com os determinados por métodos convencionais de cultura. Foram obtidas 25 amostras de 300L de ar em seis instalações. Os resultados obtidos confirmam a presença de A. fumigatus em todas as amostras de ar em que esta espécie foi identificada através de culturas (3/25). Adicionalmente, foi também detectada em amostras de ar correspondendo a instalações em que, através de culturas, esta espécie não foi identificada no ar interior (6/25). Os resultados preliminares sugerem maior sensibilidade dos métodos moleculares relativamente aos métodos convencionais de cultura. Futuramente, pretende‑se aplicar a mesma metodologia para identificação de um maior número de espécies e proceder à sua quantificação.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.18/1345
Aparece nas colecções:DDI - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
P180.pdf39,77 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.