Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.18/1261
Título: Efetividade da vacina antigripal na época 2011-2012: resultados do projeto EuroEVA
Autor: Machado, Ausenda
Nunes, Baltazar
Guiomar, Raquel
Gonçalves, Paulo
Pechirra, Pedro
Batista, Ines
Conde, Patricia
Falcão, Isabel
Palavras-chave: Cuidados de Saúde
Efetividade Vacina
Gripe
Estados de Saúde e de Doença
Data: Out-2012
Editora: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP
Resumo: Introdução: Anualmente o vírus da gripe é responsável por epidemias que afetam as populações humanas, originando infeções respiratórias normalmente benignas mas que podem ter repercussões elevadas na saúde dos indivíduos. A medida de prevenção mais eficaz é a vacinação, mas a constante evolução dos vírus influenza obriga à reformulação da sua composição todos os anos. O projeto de EuroEVA (Efetividade da vacina antrigripal na Europa) é a componente Portuguesa do estudo europeu multicêntrico I-MOVE e pretende obter estimativas da efetividade da vacina sazonal e pandémica durante e após a época de gripe. Os resultados apresentados correspondem à implementação do estudo EuroEVA na época 2011-2012, que teve como objetivo obter estimativas da vacina antigripal nesta época para a população geral e no grupo alvo da vacinação. Métodos Foi utlizado um delineamento caso controlo, onde casos de síndrome gripal (SG), com resultado laboratorial positivo para a gripe (casos de gripe) foram comparados com controlos, casos de SG com resultado laboratorial negativo para gripe. Os casos de SG foram selecionados de entre doentes com sinais e sintomas de SG numa consulta com um médico de medicina geral e familiar. A informação relevante incluindo sociodemográfica, características clínicas do SG, estado vacinal e potenciais fatores de confundimento (história tabágica, doenças crónicas, estado funcional, educação, consultas de MGF nos últimos 12 meses) foi obtida através de um questionário. A efetividade foi estimada através de EV=1-OR, sendo OR o odd ratio de estar vacinado nos casos de gripe vs controlos. Resultados Entre a semana 46/2011 e a semana 15/2012, foram recrutados 352 casos de SG. Após exclusão de 79 casos que não cumpriam os critérios de inclusão, a amostra final analisada consistiu em 273 casos de SG (134 casos de gripe e 139 controlos). A estimativa bruta da efetividade da vacina (EV) foi 59,2% (IC95%:21,1-79,4) na população geral e de 61,8% (IC95%:15,5-83,1) no grupo alvo da vacinação. Após ajustamento, o valor da EV sazonal 2011-12 diminuiu para 48,8% (IC95%:0,0-73,8) e 51,6% (IC95%:-6,2-77,9) respetivamente na população geral e no grupo alvo da vacinação. Conclusões Para a época de gripe 2011-12, as estimativas ajustadas da EV foram semelhantes para a população em geral (48,8%) e para o grupo-alvo da vacinação (51,6%), mas nenhuma era estatisticamente significativa. Quando comparado com a época 2010-11, a estimativa pontual da EV para a população em geral foi inferior (em 2010-11 a EV foi de 58%), embora haja sobreposição do intervalo de confiança.
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.18/1261
Aparece nas colecções:DEP - Apresentações orais em encontros nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
EuroEva_CNSP2012.pdf707,97 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.