Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.18/1128
Título: Contaminantes da água com potencial genotóxico: cianotoxinas e subprodutos de desinfeção da água
Autor: Dias, Elsa
Cardoso, Ana Sofia
Louro, Henriqueta
Santos, Telma
Rebola, Marlene
Pinto, Miguel
Santos, Sílvia
Antunes, Alexandra
Pereira, Paulo
Silva, Maria João
Palavras-chave: Genotoxicidade Ambiental
Microcistinas
Desinfeção das Águas
Data: 8-Nov-2012
Editora: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP
Resumo: A garantia da qualidade da água destinada ao consumo humano é, atualmente, uma preocupação universal, em termos de saúde pública. Assim, a presença de contaminantes de natureza microbiológica ou química, pode constituir um perigo para a saúde humana que importa avaliar, particularmente no que diz respeito a efeitos carcinogénicos. O presente trabalho representa uma abordagem multidisciplinar, abrangendo a caracterização de efeitos citotóxicos, genotóxicos e potencialmente carcinogénicos de toxinas cianobacterianas (microcistinas) e de subprodutos de desinfeção da água (derivados clorados de benzo[a] pireno e fluoranteno). As microcistinas têm sido detetadas em reservatórios de água doce, sendo sobretudo conhecidas pela sua hepatotoxicidade aguda. O nosso trabalho tem vindo a demonstrar que, por um lado, estas toxinas possuem também atividade citotóxica e genotóxica e que, por outro, essa atividade pode ser extensiva a células de outros órgãos, para além do fígado. Estes resultados suportam a hipótese, ainda alvo de alguma controvérsia científica, de que as microcistinas são agentes genotóxicos e potencialmente carcinogénicos. Os derivados clorados de hidrocarbonetos aromáticos policíclicos (HAP) podem formar-se pela reação do cloro, usado na desinfeção da água, com resíduos de HAP presentes na água, sendo que os seus efeitos biológicos são praticamente desconhecidos. O nosso trabalho compreendeu a preparação de três derivados clorados a partir do benzo[a]pireno (BaP) e fluoranteno (Fluo), a saber: 6-Cl-BaP, 3-Cl-Fluo e 1,3-Cl2-Fluo, tendo-se confirmado a sua formação em condições semelhantes às utilizadas em Estações de Tratamento de Águas. Mostrámos ainda que o 6-Cl-BaP apresenta um efeito genotóxico superior ao do BaP, o que veio justificar o alargamento deste estudo a novos subprodutos de desinfeção da água. No seu conjunto, os dados de ambos os estudos contribuíram para gerar evidência científica relativamente ao potencial impacto de contaminantes da água na saúde humana, com importantes implicações para a avaliação de risco e implementação de medidas preventivas, com vista a uma maior segurança na utilização dos recursos hídricos nacionais.
URI: http://hdl.handle.net/10400.18/1128
Aparece nas colecções:DGH - Palestras
DSA - Palestras

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
MJSilva INSA_Encontro riscos 08 11 2012.pdf1,59 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.